mensagensfraternaskatiasilene

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Pedido de Perdão


Pedido de perdão
 
Adam Riklis era um sobrevivente do Holocausto. Depois que toda sua família foi assassinada pelos nazistas e ele suportou provações difíceis, em três campos de concentração, agarrou-se mais à sua fé.
Intimamente, prometeu que ensinaria aos filhos a religião dos seus pais. Por isso, teve paciência quando seu filho de dezenove anos abandonou a faculdade, largou o emprego e disse que iria para a Índia, em busca de iluminação.
Mas, quando o filho desprezou a fé judaica, Adam não suportou e o expulsou de casa. Trocaram palavras duras e o filho viajou.
Seis anos depois, Joey, o filho, encontrou um amigo que lhe informou que seu pai morrera há dois meses. Ninguém o avisara porque ele nunca havia mandado o endereço para a família.
Joey teve um choque. Acreditou que seu pai morrera, não de um ataque do coração, mas do coração partido. E fora ele quem partira o coração do velho pai.
Resolveu tomar um avião e ir a Israel. Foi a Jerusalém, comprou um livro de orações. Imitando os movimentos dos outros, encostou a cabeça na pedra lisa do muro das lamentações e começou a orar.
De repente, viu-se a falar com seu pai: como ele desejaria poder pedir perdão. Como queria poder dizer que sempre o amou.
Olhando para o lado, observou que as pessoas escreviam pedidos em pedacinhos de papel e colocavam nas fendas do muro.
Escreveu um bilhete ao pai, pedindo perdão e começou a procurar uma fenda onde pudesse colocar sua mensagem. Foi difícil. Há tantos anos, tantos fazem isso que todos os buraquinhos do muro estavam lotados.
Finalmente, ele achou um cantinho para colocar o seu papel. Mas, quando tentou, o que conseguiu foi derrubar o papel de outra pessoa que havia deixado ali seu pedido escrito.
Ai, não. Tirei do lugar o papel de outra pessoa, pensou.
Começou a procurar um outro lugarzinho para devolver aquela mensagem. Foi então que uma grande curiosidade tomou conta dele e resolveu abrir o bilhete.
E leu o seguinte: Meu querido filho Joey. Se, por acaso, um dia você vier a Israel e vier até este muro, espero que possa encontrar este bilhete.
Quero dizer que sempre o amei. Mesmo quando você me magoou, continuei amando. Eu o perdoo por tudo e espero que você também possa perdoar um velho bobo. Seu pai, Adam Riklis.
A prece de Joey acabava de ser atendida.
*   *   *
Não esperemos que a morte leve o ser amado para verificar que o melhor é sempre desculpar, perdoar e estar juntos.
Não deixemos o pedido de desculpas para amanhã. Não adiemos a possibilidade de abraçar, conviver, amar.
Não permitamos que desavenças geradas por palavras grosseiras, ditas em momentos de intranquilidade e desequilíbrio, nos afastem daqueles que são nossos afetos.
Se você descobrir agora que um amigo, um amor tem algo a reclamar de você, levante-se e vá ao encontro dele. Ofereça o seu abraço, o seu sorriso e recomece a desfrutar da amizade, do amor, que são alimento para o Espírito.
 
Redação do Momento Espírita, com base em fato do livro Pequenos milagres, de Yitta Halberstam e Judith Leventhal, ed. Sextante.
Em 26.10.2011.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

CARTA QUE RECEBI PISCICOGRAFADA DE MEU AMIGO SERGIO Para Jessica Silene minha filha









Jessica, na beleza da vida na plenitude da aurora
E na missão em que se cumpre os dons que você
Sempre recebeu das mãos de Deus Pai todo Poderoso
Sendo os talentos das adversidades do Espirito Santo
Irradiando a paz e o amor aos seus irmãos em
Cada dia do seu viver da sua propria existencia
Amar em cada instante de forma incondicional.

Servindo a Jesus, ao acolher de braços abertos os
Irmãos mais necessitados, curando os enfermos
Livrando dos mais necessitados as energias negativas
Empreendendo com dedicação e amor aos corações aflitos
No seu trabalho que sempre ira brilhar, na forma
Em que se dedica, Jesus esta dentro de ti para lhe ajudfar nessa missão.


sergio mensageiro da paz
Sérgio Sena

visite o site 
http://www.sergiomensageirodapaz.com/


terça-feira, 25 de outubro de 2011


O AMOR E O ÓDIO


Sempre vemos as barbáries de coisas que acontecem nas famílias de hoje, e por falta de três coisas simples o fato se transforma em uma grande bola de neve, e isso quando não se acaba em uma grande tragédia a nível nacional e internacional, se falam besteiras em cima de besteiras procurando os ibopes da vida, e assim vamos permitindo que os episódios entre em nossa casa de uma tal maneira que ate fora dela, os comentários são os mesmos. No entanto se houvesse essas três coisas simples nada disso aconteceria, que se chama: “regras, limites, RESPEITO”.
 Hoje, vemos vários tipos de postagem, de insatisfações, contradições, revoltas, vinganças, que se mistura essas duas palavras “amor e ódio
Com isso passo a narrar a seguinte historia:
O AMOR E O ÓDIO
Um jovem, bonito com pouco mais de seus 23 anos, com os neurônios a flor da pele, mas com pouca experiência de vida em si, pois passou sua adolescência já no árduo trabalho de sua profissão.
Veio a conhecer uma jovem um pouco mais nova mas já com uma larga experiência de vida e com muita maldade no coração, interesses entre outros. A adrenalina, a solta, os neurônios, na flor da pele, vivenciaram as loucuras animalescas  que se possa imaginar, vivendo em aventuras desenfreadas, uma vida fora de seus padrões normais, era uma vida regada a sexo, e aventura, o que faltava para apimentar mais ainda essa loucura era drogas e bebida alcoólicas uma coisa que não era aceita pelo jovem.
Seus pais, o imploravam que saísse daquela aventura desenfreada, que aquilo só poderia se acabar mal e muito mal, mas como todo  adolescente, corre  em seu sangue, os neurônios e a adrenalina das descobertas e aventuras que os enlouquecem,  nada ouvia, e nem queria ouvir, era aproveitar o embalo da velocidade da “Ferrari” de formula (1), e entrar só de cabeça e mais nada, quanto às conseqüências, isso nem pensava, e nem era cogitada na cabeça desse  jovem.
Dessa aventura, se saiu uma gravidez, a partir daí, começou a surgir algumas unhas da bela gata, já tendo um filho na barriga, ficaria mais fácil se concretizar, as chantagens, as ameaças, e garantir uma sobrevivência de uma vida mais fácil.
As verdades começam a surgir, e a cabeça daquele jovem começa a rodar, imaginando inúmeras situações de como solucionar aquelas proezas que veio a fazer.
Cada um seguiu seu caminho, e no meio dos dois um filho, a criar, e educar, por essa vez, aquela jovem já tinha outro filho de outro homem. Esse mesmo homem  já tinha procurado esse referido jovem e o alertado quem era aquela pessoa, (...) mas, o que tinha que ser feito já estava feito, e o que tinha que fazer, feito estava e não estava por fazer.
O jovem se embestou em outras aventuras e amor conturbado, a jovem mãe, prosseguiu sua vida, da forma que se achava o certo, sem antes lógico, de abrir um processo judicial, contra o jovem pai, e com reconhecimento de paternidade e pedido de pensão alimentícia, ali começou o tormento de um longo e tortuoso pesadelo.
O jovem tentou de todas as maneiras de conviver com o filho, sem haver atritos com encontros com a mãe da criança, mas sempre nesses encontros e desencontros, a chantagem, mentiras, calunia discriminação, Danos à honra eram as peças principais, que se usava contra esse jovem pai, e ele, assustado com essas situações sempre cedia, em algumas ocasiões. Com  isso ele se afastou do filho por anos.
Como o mundo é redondo, sempre a coisa de uma maneira ou de outra se volta perto da estaca zero, ou se passa pelo mesmo lugar, ouve o encontro do filho com o pai, e com isso começaram a se relacionar novamente.
Para o pequeno adolescente, com seus 12 anos de idade, tudo era as mil maravilhas,  novidades, coisas novas, a descoberta de sua nova família e tudo se tornando uma grande aventura. Nessa a mãe desse belo jovem, começa a implicar e desfazer do pai do seu filho criando inúmeros problemas, sempre dificultando o encontro de ambos.
O pai preocupado com a formação de seu filho e não querendo usar das mesmas armas da mãe, ou seja usar o lado jurídico para sanar certos contratempos, preferiu ir enrolando as historias e tentando contornar com um belo dialogo com seus filho, (...) assim os anos foram se passando...
Na idade critica desses adolescentes, entre os seus 17 anos de idade, o pai propôs ao filho curso em escolas federais, para técnicos, pois assim, ficaria mais fácil de poder arrumar um emprego e cursar uma faculdade, o jovem concordou, mas a mãe não, mais problemas em cima de problemas, mas acabou o jovem de duas escolas passando no vestibular indo estudar em uma delas, depois de vários tropeços entre a mãe do jovem e o seu pai, as coisas começaram a seguir caminho, o jovem adolescente com seus 17 anos, vai estudar em uma escola de internato federal com todas as despesas pagas, ou seja gratuitas, o que seria o sonho de qualquer jovem empreendedor.
Com seis meses na escola, esse jovem fez o que podia e o que não podia, em todas as suas formas e maneiras, mas a única coisa que ele não fez de forma alguma foi estudar, com isso o pai do jovem foi solicitado a comparecer na escola, onde o Reitor, em uma longa lista por escrito, foi discriminando, a passagem do seu filho na escola, desobediência,  desacato a professores, faltando a aula sem justificativa, sendo que o dormitório era perto da sala de aula  e não havia motivo para tais comportamentos, com isso o jovem perde, todas as regalias de uma escola federal, por comportamento disciplinar.
O pequeno jovem retorna à sua terra Natal, fazendo de suas proezas, nunca respeitou o seu pai, e sempre dizendo que o pai nunca prestou pois sua mãe assim dizia sempre no correr dos anos, com tantas chantagem e humilhações, discriminações, o pai desse Jovem se vê obrigado a entrar na justiça solicitando a exoneração de pensão alimentícia, pois seu filho já tinha completado maioridade e não queria saber de estudar e mais nada.
 O tempo se foi passando, esse mesmo jovem em um passeio na casa de seu pai, vem a pegar cheques de seu avô falsificando a assinatura do próprio pai, a coisa chegou a um extremo que o pai desse pequeno jovem de maior idade, não sabia o que fazer, se chamasse a policia seu filho seria preso em flagrante, por furto, estelionato, falsificação de assinatura e entre outros mais cabíveis nessa situação, mas o amor, falou mais forte e o pai se pós em choro por vários dias, e guardou os referidos cheques, após ressarcir as pessoas lesadas com aqueles cheques furtados e falsificados.
O coração falou mais forte, o amor de pai, apenas isso o impediu de reagir, e clamar justiça por toda a situação que estava ocorrendo.
O juiz deu parecer favorável, ao pai, pois o jovem, é sadio, com 21 anos de idade, não quer estudar, e entre outras coisas a mais não havia mais necessidade daquele compromisso de pensão alimentícia,  aquilo era uma vergonha para o pai, pois quando se deu inicio aquela historia, e aventura desenfreada não fazia presente naqueles momentos pitorescos, advogado, promotor, juiz e processos.
O filho revoltado com aquela situação, contrata um pistoleiro para dar extermínio a vida do próprio pai, pois  só queria viver na boémia, com sexo regado a bebida alcoólica  dentre outros.
- O pistoleiro assim disse ao jovem, junta o dinheiro e me pague adiantado, que eu faço o serviço para você!
- O jovem arrumou um emprego e trabalhou a finco por vários dias, ate conseguir levantar o dinheiro que pagaria aquele homem para dar extermino ao próprio pai.
Entretanto o Bom Deus, sempre faz presente na vida daquelas pessoas que sempre usaram o coração para com seus semelhantes , é como se diz esse pequeno provérbio “Os pais é Jesus Cristo aqui na terra” aqueles que protegem os seus filhos e ao mesmo tempo são crucificados pelos mesmos.
O pistoleiro, tinha o habito de investigar a vida daqueles que ele iria  exterminar, quando o pistoleiro, tomou conhecimento pelas razões das quais foi contratado, ficou estarrecido e ficou na dele.
O jovem após apurar o dinheiro, ao pistoleiro foi procurar e a ele entregou aquele a quantia ao homem que exterminaria a vida do seu pai.
O pistoleiro por essa vez, foi ao encontro do pai, que estava em seu trabalho a finco para o seu próprio sustento, assim que o encontrou o chamou para debaixo de uma árvore para um bate papo; debaixo de uma frondosa árvore, o pistoleiro narra toda a historia ao pai; o pai por essa vez, já com fios de cabelo branco, rugas no rosto, suado e sujo de terra, pois a ele se dava o trabalho na agricultura, lutando pela sua sobrevivência, com lágrimas nos olhos escuta a triste historia, daquele homem que daria extermino a sua própria vida.
A terra se abriu aos pés, daquele homem guerreiro, daquele pai, que por anos lutou trabalhou a finco para dar uma boa formação aos seus filhos, escuta daquele homem, uma historia arrasadora que mudaria toda a sua vida a partir daquele momento, isso caso saísse vivo daquele lugar
O pistoleiro por essa vez, entrega o dinheiro ao pai, dinheiro esse conseguido de forma suada, e paga a um qualquer para dar extermino a vida do pai, e assim o pistoleiro disse ao pai do jovem:
- Pegue esse dinheiro, venda suas coisas, e vá embora daqui, recomece sua vida em outro lugar e nunca mande seu endereço, pois eu tive compaixão de ti, o que um outro não poderá ter, pois seu filho que a mim procuraste para dar extermino a você, ele vai procurar outro para dar extermino a mim por não ter concluído aquilo que ele me pagou!
O pai, agradeceu a complacência daquele homem, se ajoelhou e agradeceu a Deus pelas graças recebidas, dali ele saiu, juntou suas roupas na mala, reuniu a família, e o delegado de policia e a triste historia, ele contou.
O pai pega a estrada, para outro estado mudou, para tentar recomeçar uma outra vida e para trás nunca mais se olhou...


Temos que entender que Ódio e o Amor é apenas o avesso não tem muita diferença, mas se demonstra de forma diferentes, geralmente você só odeia quando você ama, mas quando você não ama uma pessoa, é indiferente.
 Quando você se depara com erro de alguém que você ama e essa pessoa faz uma coisa errada,você reprova, você tem raiva,a vontade que você tem é de bater para ver se a pessoa enxerga e toma tento na vida, ai vem o ódio, mas ao mesmo tempo nessa hora você tem   vontade de protegê-lo e quando protegemos estamos deixando que o outro deixe de crescer. Mas é nesse momento devemos usar equilíbrio e tomar distancia para que o nosso amor não venha deixar que essa pessoa cresça, amadureça pagando pelo seu erro, se isso não acontecer, essa pessoa sempre será uma criança, Então devemos consentir que essa pessoa responda com responsabilidade por aquilo que fez de errado.
Muitas vezes em nome do amor que temos por nossos filhos queremos protegê-los, defendê-los, com isso prejudicamos, por isso, hoje muitos filhos estão estragados porque os pais querem privá-lo de sofrimento e protegê-los, é nessa   hora que impedimos que eles assumam a responsabilidade necessária.
A honestidade começa dentro de casa, somente assim vamos prevenir de muita coisa no futuro, é dentro de casa que se aprende a disciplina, as regras, o limite e o respeito.
Precisamos equilibrar os sentimentos de ódio e amor, eles devem  ser harmonizados, é agindo assim que devemos ser educados e continuarmos educando.



MORAL DA HISTORIA


1)    Tudo houve um principio, por uma vida sem regras, sem limites,e sem responsabilidade. Uma vida desenfreada e com aventuras sem analisar  primeiramente as conseqüências dos fatos e dos atos;
2)    Pensão alimentícia é ser responsável com responsabilidade, onde as partes amadurecem, pois nesse ato inconseqüente, ou por puro, nasce um elo resultante, entre partes,UM FILHO;
Dessa forma há necessidade e capacidade entre eles, que mesmo separados tenham condições de bancar e educar o fruto desse amor desenfreado. Essa pensão é uma correção, para quem  recebe é pouco, e para quem paga é muito, trazendo um desequilíbrio no orçamento de quem paga, e no final de quem recebe, ainda sai falando mal;
3)    A conscientização e a responsabilidade entre pai e mãe mesmo não vivendo juntos, é fundamental a amizade de ambos na condução e educação dos filhos, com essa conscientização, resultará bons frutos futuramente não ocasionando aí a revolta, o ódio e a sede de vingança, primeiramente havendo o RESPEITO, o limite e as regras;
4)    Podemos observar nessa historia, que realmente faltaram as 3 coisas principais na vida, as regraso limite e principalmente o respeito, pois se existisse o respeito nada disso teria acontecido;
5)    Nessa historia, se observarmos ela corretamente todos saíram perdendo. O pai, teve que abandonar tudo, e recomeçar em outro lugar, mas esse recomeçar, podemos observar que é para não chorar em cima do caixão do próprio filho, assassinado pelas mãos do próprio pistoleiro contratado para matar o pai, se olharmos em um dos parágrafos, o próprio pistoleiro alega que o filho do homem contratria outro para dar extermino ao que não cumpriu o serviço, e como sendo o cara profissional, ele não deixaria isso barato;
6)    O adolescente jovem e com a vida longa, dá extermínio em si próprio, influenciado pelo desajuste psicológico e pela própria mãe, que não soube educá-lo e sempre o colocou contra seu próprio pai, na rebeldia, andou somente na contra mão do sentido viver;
7)    A mãe foi punida, com uma das maiores dores que uma mãe pode ter, a perda do filho, e o reconhecimento que tudo aquilo poderia ter sido evitado, se houvesse mais dialogo e mais respeito pelas outras pessoas, e que a maldade em si, pode afetar profundamente a outra pessoa, mas quem pratica a maldade uma hora recebe em dobro daquilo que fez em prol do outro;
8)    Se analisarmos a vida no hoje, vemos isso acontecer quase que diariamente e para aquele que vive nas suas baladas da vida está correndo um serio risco de passar pela mesma situação;
9)           Temos caso de repercussão, nacional e internacional, como exemplo, o caso Mercí, Caso Bruno, Caso dos Nardoni, temos o caso do assassinato dos próprios pais, planejado pela própria filha, e etc. e mais etc.
                          10)    você será que não esta correndo esse mesmo risco de passar por isso? - Ja parou para Refletir a sua vida e maneira de se viver com sua familia, com seus filhos, mesmo aqueles a que paga pensão e indiferente se vive com o pai ou a mãe ou com ambos?




Escrito pelo escritor :


sergiosenadeandrade@ymail.com

O AMOR E O ÓDIO

O AMOR E O ÓDIO

Sempre vemos as barbáries de coisas que acontecem nas famílias de hoje, e por falta de três coisas simples o fato se transforma em uma grande bola de neve, e isso quando não se acaba em uma grande tragédia a nível nacional e internacional, se falam besteiras em cima de besteiras procurando os ibopes da vida, e assim vamos permitindo que os episódios entre em nossa casa de uma tal maneira que ate fora dela, os comentários são os mesmos. No entanto se houvesse essas três coisas simples nada disso aconteceria, que se chama: “regras, limites, RESPEITO”.
Hoje, vemos vários tipos de postagem, de insatisfações, contradições, revoltas, vinganças, que se mistura essas duas palavras “amor e ódio”
Com isso passo a narrar a seguinte historia:



O AMOR E O ÓDIO
Um jovem, bonito com pouco mais de seus 23 anos, com os neurônios a flor da pele, mas com pouca experiência de vida em si, pois passou sua adolescência já no árduo trabalho de sua profissão.
Veio a conhecer uma jovem um pouco mais nova mas já com uma larga experiência de vida e com muita maldade no coração, interesses entre outros. A adrenalina, a solta, os neurônios, na flor da pele, vivenciaram as loucuras animalescas que se possa imaginar, vivendo em aventuras desenfreadas, uma vida fora de seus padrões normais, era uma vida regada a sexo, e aventura, o que faltava para apimentar mais ainda essa loucura era drogas e bebida alcoólicas uma coisa que não era aceita pelo jovem.
Seus pais, o imploravam que saísse daquela aventura desenfreada, que aquilo só poderia se acabar mal e muito mal, mas como todo adolescente, corre em seu sangue, os neurônios e a adrenalina das descobertas e aventuras que os enlouquecem, nada ouvia, e nem queria ouvir, era aproveitar o embalo da velocidade da “Ferrari” de formula (1), e entrar só de cabeça e mais nada, quanto às conseqüências, isso nem pensava, e nem era cogitada na cabeça desse jovem.
Dessa aventura, se saiu uma gravidez, a partir daí, começou a surgir algumas unhas da bela gata, já tendo um filho na barriga, ficaria mais fácil se concretizar, as chantagens, as ameaças, e garantir uma sobrevivência de uma vida mais fácil.
As verdades começam a surgir, e a cabeça daquele jovem começa a rodar, imaginando inúmeras situações de como solucionar aquelas proezas que veio a fazer.
Cada um seguiu seu caminho, e no meio dos dois um filho, a criar, e educar, por essa vez, aquela jovem já tinha outro filho de outro homem. Esse mesmo homem já tinha procurado esse referido jovem e o alertado quem era aquela pessoa, (...) mas, o que tinha que ser feito já estava feito, e o que tinha que fazer, feito estava e não estava por fazer.
O jovem se embestou em outras aventuras e amor conturbado, a jovem mãe, prosseguiu sua vida, da forma que se achava o certo, sem antes lógico, de abrir um processo judicial, contra o jovem pai, e com reconhecimento de paternidade e pedido de pensão alimentícia, ali começou o tormento de um longo e tortuoso pesadelo.
O jovem tentou de todas as maneiras de conviver com o filho, sem haver atritos com encontros com a mãe da criança, mas sempre nesses encontros e desencontros, a chantagem, mentiras, calunia discriminação, Danos à honra eram as peças principais, que se usava contra esse jovem pai, e ele, assustado com essas situações sempre cedia, em algumas ocasiões. Com isso ele se afastou do filho por anos.
Como o mundo é redondo, sempre a coisa de uma maneira ou de outra se volta perto da estaca zero, ou se passa pelo mesmo lugar, ouve o encontro do filho com o pai, e com isso começaram a se relacionar novamente.
Para o pequeno adolescente, com seus 12 anos de idade, tudo era as mil maravilhas, novidades, coisas novas, a descoberta de sua nova família e tudo se tornando uma grande aventura. Nessa a mãe desse belo jovem, começa a implicar e desfazer do pai do seu filho criando inúmeros problemas, sempre dificultando o encontro de ambos.
O pai preocupado com a formação de seu filho e não querendo usar das mesmas armas da mãe, ou seja usar o lado jurídico para sanar certos contratempos, preferiu ir enrolando as historias e tentando contornar com um belo dialogo com seus filho, (...) assim os anos foram se passando...
Na idade critica desses adolescentes, entre os seus 17 anos de idade, o pai propôs ao filho curso em escolas federais, para técnicos, pois assim, ficaria mais fácil de poder arrumar um emprego e cursar uma faculdade, o jovem concordou, mas a mãe não, mais problemas em cima de problemas, mas acabou o jovem de duas escolas passando no vestibular indo estudar em uma delas, depois de vários tropeços entre a mãe do jovem e o seu pai, as coisas começaram a seguir caminho, o jovem adolescente com seus 17 anos, vai estudar em uma escola de internato federal com todas as despesas pagas, ou seja gratuitas, o que seria o sonho de qualquer jovem empreendedor.
Com seis meses na escola, esse jovem fez o que podia e o que não podia, em todas as suas formas e maneiras, mas a única coisa que ele não fez de forma alguma foi estudar, com isso o pai do jovem foi solicitado a comparecer na escola, onde o Reitor, em uma longa lista por escrito, foi discriminando, a passagem do seu filho na escola, desobediência, desacato a professores, faltando a aula sem justificativa, sendo que o dormitório era perto da sala de aula e não havia motivo para tais comportamentos, com isso o jovem perde, todas as regalias de uma escola federal, por comportamento disciplinar.
O pequeno jovem retorna à sua terra Natal, fazendo de suas proezas, nunca respeitou o seu pai, e sempre dizendo que o pai nunca prestou pois sua mãe assim dizia sempre no correr dos anos, com tantas chantagem e humilhações, discriminações, o pai desse Jovem se vê obrigado a entrar na justiça solicitando a exoneração de pensão alimentícia, pois seu filho já tinha completado maioridade e não queria saber de estudar e mais nada.
O tempo se foi passando, esse mesmo jovem em um passeio na casa de seu pai, vem a pegar cheques de seu avô falsificando a assinatura do próprio pai, a coisa chegou a um extremo que o pai desse pequeno jovem de maior idade, não sabia o que fazer, se chamasse a policia seu filho seria preso em flagrante, por furto, estelionato, falsificação de assinatura e entre outros mais cabíveis nessa situação, mas o amor, falou mais forte e o pai se pós em choro por vários dias, e guardou os referidos cheques, após ressarcir as pessoas lesadas com aqueles cheques furtados e falsificados.
O coração falou mais forte, o amor de pai, apenas isso o impediu de reagir, e clamar justiça por toda a situação que estava ocorrendo.
O juiz deu parecer favorável, ao pai, pois o jovem, é sadio, com 21 anos de idade, não quer estudar, e entre outras coisas a mais não havia mais necessidade daquele compromisso de pensão alimentícia, aquilo era uma vergonha para o pai, pois quando se deu inicio aquela historia, e aventura desenfreada não fazia presente naqueles momentos pitorescos, advogado, promotor, juiz e processos.
O filho revoltado com aquela situação, contrata um pistoleiro para dar extermínio a vida do próprio pai, pois só queria viver na boémia, com sexo regado a bebida alcoólica dentre outros.
- O pistoleiro assim disse ao jovem, junta o dinheiro e me pague adiantado, que eu faço o serviço para você!
- O jovem arrumou um emprego e trabalhou a finco por vários dias, ate conseguir levantar o dinheiro que pagaria aquele homem para dar extermino ao próprio pai.
Entretanto o Bom Deus, sempre faz presente na vida daquelas pessoas que sempre usaram o coração para com seus semelhantes , é como se diz esse pequeno provérbio “Os pais é Jesus Cristo aqui na terra” aqueles que protegem os seus filhos e ao mesmo tempo são crucificados pelos mesmos.
O pistoleiro, tinha o habito de investigar a vida daqueles que ele iria exterminar, quando o pistoleiro, tomou conhecimento pelas razões das quais foi contratado, ficou estarrecido e ficou na dele.
O jovem após apurar o dinheiro, ao pistoleiro foi procurar e a ele entregou aquele a quantia ao homem que exterminaria a vida do seu pai.
O pistoleiro por essa vez, foi ao encontro do pai, que estava em seu trabalho a finco para o seu próprio sustento, assim que o encontrou o chamou para debaixo de uma árvore para um bate papo; debaixo de uma frondosa árvore, o pistoleiro narra toda a historia ao pai; o pai por essa vez, já com fios de cabelo branco, rugas no rosto, suado e sujo de terra, pois a ele se dava o trabalho na agricultura, lutando pela sua sobrevivência, com lágrimas nos olhos escuta a triste historia, daquele homem que daria extermino a sua própria vida.
A terra se abriu aos pés, daquele homem guerreiro, daquele pai, que por anos lutou trabalhou a finco para dar uma boa formação aos seus filhos, escuta daquele homem, uma historia arrasadora que mudaria toda a sua vida a partir daquele momento, isso caso saísse vivo daquele lugar
O pistoleiro por essa vez, entrega o dinheiro ao pai, dinheiro esse conseguido de forma suada, e paga a um qualquer para dar extermino a vida do pai, e assim o pistoleiro disse ao pai do jovem:
- Pegue esse dinheiro, venda suas coisas, e vá embora daqui, recomece sua vida em outro lugar e nunca mande seu endereço, pois eu tive compaixão de ti, o que um outro não poderá ter, pois seu filho que a mim procuraste para dar extermino a você, ele vai procurar outro para dar extermino a mim por não ter concluído aquilo que ele me pagou!
O pai, agradeceu a complacência daquele homem, se ajoelhou e agradeceu a Deus pelas graças recebidas, dali ele saiu, juntou suas roupas na mala, reuniu a família, e o delegado de policia e a triste historia, ele contou.
O pai pega a estrada, para outro estado mudou, para tentar recomeçar uma outra vida e para trás nunca mais se olhou...


Temos que entender que Ódio e o Amor é apenas o avesso não tem muita diferença, mas se demonstra de forma diferentes, geralmente você só odeia quando você ama, mas quando você não ama uma pessoa, é indiferente.
Quando você se depara com erro de alguém que você ama e essa pessoa faz uma coisa errada,você reprova, você tem raiva,a vontade que você tem é de bater para ver se a pessoa enxerga e toma tento na vida, ai vem o ódio, mas ao mesmo tempo nessa hora você tem vontade de protegê-lo e quando protegemos estamos deixando que o outro deixe de crescer. Mas é nesse momento devemos usar equilíbrio e tomar distancia para que o nosso amor não venha deixar que essa pessoa cresça, amadureça pagando pelo seu erro, se isso não acontecer, essa pessoa sempre será uma criança, Então devemos consentir que essa pessoa responda com responsabilidade por aquilo que fez de errado.
Muitas vezes em nome do amor que temos por nossos filhos queremos protegê-los, defendê-los, com isso prejudicamos, por isso, hoje muitos filhos estão estragados porque os pais querem privá-lo de sofrimento e protegê-los, é nessa hora que impedimos que eles assumam a responsabilidade necessária.
A honestidade começa dentro de casa, somente assim vamos prevenir de muita coisa no futuro, é dentro de casa que se aprende a disciplina, as regras, o limite e o respeito.
Precisamos equilibrar os sentimentos de ódio e amor, eles devem ser harmonizados, é agindo assim que devemos ser educados e continuarmos educando.

MORAL DA HISTORIA


1) Tudo houve um principio, por uma vida sem regras, sem limites,e sem responsabilidade. Uma vida desenfreada e com aventuras sem analisar primeiramente as conseqüências dos fatos e dos atos;
2) Pensão alimentícia é ser responsável com responsabilidade, onde as partes amadurecem, pois nesse ato inconseqüente, ou por puro, nasce um elo resultante, entre partes,UM FILHO;
Dessa forma há necessidade e capacidade entre eles, que mesmo separados tenham condições de bancar e educar o fruto desse amor desenfreado. Essa pensão é uma correção, para quem recebe é pouco, e para quem paga é muito, trazendo um desequilíbrio no orçamento de quem paga, e no final de quem recebe, ainda sai falando mal;
3) A conscientização e a responsabilidade entre pai e mãe mesmo não vivendo juntos, é fundamental a amizade de ambos na condução e educação dos filhos, com essa conscientização, resultará bons frutos futuramente não ocasionando aí a revolta, o ódio e a sede de vingança, primeiramente havendo o RESPEITO, o limite e as regras;
4) Podemos observar nessa historia, que realmente faltaram as 3 coisas principais na vida, as regras, o limite e principalmente o respeito, pois se existisse o respeito nada disso teria acontecido;
5) Nessa historia, se observarmos ela corretamente todos saíram perdendo. O pai, teve que abandonar tudo, e recomeçar em outro lugar, mas esse recomeçar, podemos observar que é para não chorar em cima do caixão do próprio filho, assassinado pelas mãos do próprio pistoleiro contratado para matar o pai, se olharmos em um dos parágrafos, o próprio pistoleiro alega que o filho do homem contratria outro para dar extermino ao que não cumpriu o serviço, e como sendo o cara profissional, ele não deixaria isso barato;
6) O adolescente jovem e com a vida longa, dá extermínio em si próprio, influenciado pelo desajuste psicológico e pela própria mãe, que não soube educá-lo e sempre o colocou contra seu próprio pai, na rebeldia, andou somente na contra mão do sentido viver;
7) A mãe foi punida, com uma das maiores dores que uma mãe pode ter, a perda do filho, e o reconhecimento que tudo aquilo poderia ter sido evitado, se houvesse mais dialogo e mais respeito pelas outras pessoas, e que a maldade em si, pode afetar profundamente a outra pessoa, mas quem pratica a maldade uma hora recebe em dobro daquilo que fez em prol do outro;
8) Se analisarmos a vida no hoje, vemos isso acontecer quase que diariamente e para aquele que vive nas suas baladas da vida está correndo um serio risco de passar pela mesma situação;
9) Temos caso de repercussão, nacional e internacional, como exemplo, o caso Mercí, Caso Bruno, Caso dos Nardoni, temos o caso do assassinato dos próprios pais, planejado pela própria filha, e etc. e mais etc.
10) você será que não esta correndo esse mesmo risco de passar por isso? - Ja parou para Refletir a sua vida e maneira de se viver com sua familia, com seus filhos, mesmo aqueles a que paga pensão e indiferente se vive com o pai ou a mãe ou com ambos?


Postado por SÉRGIO SENA às 10:51
Enviar por e-mail

sábado, 22 de outubro de 2011

CARTA QUE RECEBI PISCICOGRAFADA DE MEU AMIGO SERGIO





Kátia Deus lhe enviou a esse mundo para irradiar o
Amor, a caridade e a fraternidade; que mova montanhas e rochas
Tem que assumir a sua missão, somente assim de forma
Imaginável conseguirá acalmar o seu coração aflito.
Amor caridade fraternidade e benevolência sempre.

São nessas singelas palavras de um
Irmão em Jesus Cristo que lhes transmite ao
Longe essa pequena mensagem de maneira
Em acróstico para ser mais direcionada, sendo que
No decorrer da vida, somente se poderá se chegar a Deus
Entre todos os irmãos dando as mãos uns aos outros.

Raio de luz, a luz que brilha em todo o sempre
A luz do Espírito Santo aquela que
Ilumina o caminhar de todos filhos de Deus.
O caminho é estreito mas nos gratifica com suas graças.


Devendo orara sempre, pelos irmãos, pelos mais necessitados
E agradecendo por todas as graças recebidas.

Luz do infinito, o sol que brilha a luz que
Ultrapassa nossos corações para que possamos ser
Zelosos aos nossos irmãos mais necessitados.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Curta metragem - "ENTRE MUNDOS"

Para os Inimigos e os que nos querem mal (prece)

Prece dos aflitos

Oração de São Francisco










PAZ E LUZ A TODOS .......

"A IMPORTANCIA DA ORAÇÃO" (TEATRO IMPACTO REAL)

Que o mar de sua vida esteja calmo





Que o mar de sua vida esteja calmo
e com águas mornas.Que a praia tenha areias finas para acariciar a passagem dos seus pés.Que uma brisa leve afague seus cabelos.Que você cavalgue a alva crista das ondas,com os braços abertosno calor dourado dos raios do sol.Que as gaivotas façam festapela sua presença linda nesta vida.Beijos um final de semana recheado de coisas boas pra você... Como diria......"O riso é uma filosofia. Muitas vezes o riso é uma salvação..." Com Carinho:
paz e luz a todos 

Alegria de viver

Divider


" Depende de Você "


Divider

A paz que você reclama e tenta encontrar...
depende de você.

A compreensão que você reivindica a cada passo...
depende de você. 

A bondade que você admira nas pessoas...
e sonha possuir...
depende de você.

O diálogo, base de toda convivência...
depende de você.

A abertura que é o caminho para a renovação...
depende de você.

A realização que você julga essencial...
depende de você.

O amor que você quer encontrar no outro...
depende de você.

Pondere:

Queixar-se ou produzir, atrapalhar ou servir,
desprezar ou valorizar, revoltar-se ou colaborar,
adoecer ou curar-se, rebaixar-se ou abrir-se, 
estacionar ou progredir é uma questão de escolha.

"Depende de você".
Divider




Paz e luz a todos e lembre-se  ninguem é tão importante quanto todos nós juntos 

quinta-feira, 13 de outubro de 2011



O que você faria se cada vez que você quisesse uma pessoa, ela não estivesse por perto????
 
 
cid:06ED0A9CAB744871902F2DE9605C6347@XpGiovana

O que você faria se a cada momento que você estivesse super feliz... existisse 10 de tristezas????
 pd.jpg

O que você faria se seu amigo morresse amanhã e você nunca tivesse oportunidade de dizê-lo como você se sentia??
 ATT690475.jpg

Então,eu só queria dizer que, se nunca mais eu falar com você em minha vida, você é muito especial 

227412_221555851190834_196753907004362_932594_3807200_n.jpg
e
 tem feito uma grande diferença em minha vida!!!! A vida é<br>         curta, quebre as regras, perdoe<br>         rapidamente, beije suavemente, ame<br>         de verdade, ria sem controle, e<br>         nunca se arrependa de algo que lhe<br>         fez sorrir....jpg
Eu olho pra você, respeito você e tenho um grande carinho por você.

as_unicas_criaturas_que_sao_evoluidas_o_bastante_para_carregar_o_amor_puro_sao_os_cachorros_e_as_criancas_-_johnny_depp.jpeg

Mande isso para todos seus amigos, não importa quanto tempo estão sem conversar, ou quanto perto estão, e mande isso para a pessoa que lhe enviou...
 227162_220665524613200_196753907004362_925587_3256711_n.jpg


Deixe velhos amigos saberem que você nunca os esqueceu, e fale para os novos que você nunca irá esquecê-los...
 
222767_220180017995084_196753907004362_922374_6400293_n.jpg


Lembre-se, todos precisam de amigos. 

cocker-spaniel-puppies.jpg
Se algum dia você sentir que não tem nenhum, mas apenas lembre-se desse e-mail e se conforte sabendo que tem alguém, em algum lugar que gosta de ti, e sempre gostará....
 cao_bebe6.jpg

Eu sempre estarei por perto.....
 leaf_(233).jpg

Em tempos de dificuldades
 
190704_208982942446970_100000057967939_842448_7552981_n.jpg


Em tempos de precisão,
 229270_219916094688143_196753907004362_921105_7132186_n.jpg

Se você está se sentindo triste,
 slideshow23.jpg

Você pode contar comigo.
 untitledlll.bmp

Eu irei piscar,

http://images.paraorkut.com/img/pics/glitters/p/piscadela-2349.gif

Até você sorrir,

http://storage.mais.uol.com.br/573285.jpg?ver=1


darei-lhe um abraço,
 http://3.bp.blogspot.com/_-kpRWRpMCLg/TSTrAFOc3II/AAAAAAAAASc/QvNnB2IUomM/s1600/abraco%255B1%255D.jpg
E ficarei ao teu lado.
 foto.JPG

Estarei com você aqui até o fim,
 006.jpg
Eu sempre e pra sempre serei su
e amigo!!!! 
http://www.fotocomedia.com/images/articles/cachorro-abracando-bebe_5.jpg



Se não enviar nada vai lhe acontecer, mas se quizer fazer alguém feliz hoje e se quizer dizer a alguém o quanto essa pessoa é especial, envie esse email!
 
beijao1.jpg
 
 
 Amo voces...........................